VOLTAR

Cidade de Mondaí, em Santa Catarina

          Esta é a cidade para onde foram a maioria dos Marquardt e dos Lüdke, após morarem em Erechim, no Rio Grande do Sul.

          Esta é a história desta cidade que teve um início, no mínimo, inusitado, e também curioso.

          No ano de 1914 existia uma empresa paulista que estava construindo uma estrada de ferro na região noroeste do Rio Grande do Sul. Num dos dias de entregar o pagamento semanal aos empregados houve confusão porque o dinheiro não havia chegado, e, ao que parece, era uma coisa que se tornara habitual. Um dos chefes de equipes, conhecido pelo apelido de "Zeca Vacariano" (talvez por ser originário da região da cidade de Vacaria, serra de RS), pegou uns homens do seu grupo de trabalho e sumiu por dois dias. Ao retornar, ele apartecera com muito dinheiro e pegou mais alguns homens e sumiram da região. Depois ficou-se sabendo que ele e seus homens assaltaram um trem pagador e que no assalto haviam matado algumas pessoas.
          Zeca Vacariano ( talvez seu nome real era José de Oliveira ) se instalou numa região à beira do rio Uruguai. Era uma região localizada geograficamente do outro lado do RS, mas não longe de alguns locais de comércio.
          Ele se instalou ali com seu grupo e ninguém ousava chegar por lá pois ele e seus capangas vigiavam bem a região e conheciam como ninguém os matos da época. Alguns dos seus capangas eram "Antonio Fucinheiro", "Chico-sem-medo", "João Capivara" e "Pistola de prata".

          Existiam índios na região, que foram enfrentados por zeca e seu bando. Daí surgiu o primeiro nome do lugar: MONDAHY, que na língua indígena local significava: RIO DOS LADRÔES.
          Nesta época ficou comum um novo filão profissional: derrubada e transporte de madeira via rio Uruguai até a Argentina. Zeca e seus homens precisavam continuar a vida e passaram também a derrubar as matas locais e ganhar dinheiro com ela.
          Muitas pessoas começaram a chegar para aquele local, mas sabiam que tinham que ser "aprovadas" pelo "coronel" da região. Sabe-se que por quase seis anos todo o comércio local tinha que ser "aprovado" por ele e haviam propinas a serem pagas. Zeca era o "prefeito" auto-impostado.
          Zeca Vacariano sumiu na época em que a famosa coluna revolucionária chamada "Coluna Prestes" passou por lá. Talvez por medo, talvez por inteligência, mas o fato é que nesta época ele sumiu, e sem deixar pistas. Houveram muitos boatos mas nada foi comprovado sobre o seu fim.

          Passada a era "zeca-vacariana", o lugarejo tomou ares de organização, passando a receber fiscais e topógrafos do governo para "esquadrinhar" o local. Nasce então o "Porto Felix", que deveria ser "Porto Feliz". Era a idéia para mudar o mal-adotado nome anterior.

          Porto Feliz viveu seus primeiros anos esclusivamente da extração e transporte pluvial de madeira via rio Uruguai até Santo Tomé, na Argentina.

          Depois de alguns anos o primeiro nome da localidade voltou a ser o nome oficial da cidade, só que agora passaria a se chamar de CIDADE DE MONDAÍ.

 

Fotografias

          Este é apenas um pequeno acervo de fotos mostrando o que foi a cidade no começo, e do que se seguiu adiante nos primeiros anos de existência.

          Clique nas imagens para ver as fotos.

Os Primeiros Anos

Os Madeireiros

As Balças Madeireiras

Os Progressos

O Comércio

A Política

O Cotidiano

Mondaí Hoje