VOLTAR

O Nome Marquardt

Mackwort - Marchard - Marchward - Marckwuardt - Marckwuort - Marcuard
Marcward - Marguart - Markham - Markquard - Marquardt - Markquart - Markward
Markwardt - Markwart - Markword - Markwort - Markworth - Marquaedt - Marquam
Marquand - Marquard - Marquardt - Marquart - Marquet - Marquett - Marquette
Marquit - Marquord - Marquordt - Marquort - Marqvard - Marqvardt

Clique aqui para fazer o download do texto desta página.

       As variações acima descritas são encontradas nas línguas alemã (moderna, arcaica e dialética dos tempos dos vários povos de língua germãnica) polonesa, suísa, sueca, francesa, russa (arcaica e moderna), inglesa e portuguesa.

       A escrita do nome MARQUARDT em tempos moderno é uniforme, mas além desta grafia já existiram e ainda existem outras que estão relacionadas acima.
       A forma mais comum é MARQUARDT, porém vários ramos da mesma família têm usado também MARQUARD e MARQUART.

       O nome Marquardt , que hoje é usado como um sobrenome, só começou a ser usado como tal a partir do século 15. Mesmo assim ainda em 1630 um fazendeiro tinha o nome de Marquart Marquart. Pelos registros que se tem ele vivia na casa de número 1, na vila de Eilendorh, em Buxthehude. A citação mais antiga que existe do nome é registrado pelo Dr. Ernst Forstemann em um velho livro de nomes alemães do ano de 601, na pessoa de um tal de Marckward, "Conde de Eppstein", também "Duque de Karnten".

       Sabemos que houve mudanças no nome por várias razões: por causa da soletração dos monges nos mosteiros e pelos escrivães da chancelaria do Duque acima citado e também pelos demais governadores de outras regiões na antiga Alemanha. As certidões de nascimentos, matrimônios e mortes, registradas pelos padres nas montanhas ou nas agências de matrimônio nem sempre é uniforme, nem mesmo quando se tratava da mesma pessoa.

       Desde a idade média surgiram vários nomes diferentes partindo da mesma palavra. Dentro dos registros que existem podemos citar alguns nomes tais como: Marcuard no ano de 750, Marcward em 763, Marchard em 805, Marchward em 846, Marquard em 993, novamente Marchward, agora em 1060, e Marquart em 1090. Outro exemplo se encontra ano de 1167, quando foi escrito um documento em latin no qual o Duque Herinrich "O Leão", nos limites da divisa de Bistums, em Ratzeburg, menciona o Abade Marquardus de Luenburch. Nas antigas famílias da nobreza entre os saxões, o nome era escrito como nome próprio. Um exemplo disto é a existência de uma família nobre alemã de nome Von Marcart, que vive no distrito de Ulzen.

       Por causa da miscelânea de grafias diferentes é que surgiram também muitos brasões diferentes. Primeiro, porque são realmente famílias diferentes, depois porque nem todas as famílias exerciam nescessariamente as mesmas funções no decorrer dos séculos seguintes. Veja alguns que já coletei.

       Mas como é que surgiram os primórdios do sobrenome MARQUARDT ? Existem três maneiras que são sugeridas como sendo a origem deste sobrenome:

1º – Originou-se por razões profissionais.

       Como vários nomes alemães (dos quais alguns hoje são sobrenomes) originalmente designavam uma profissão, e não um nome próprio em si, o nome Marquardt também tem a sua história na sua formação. Vem de um conjunto de palavras: "MARK" = divisa e "WART" = vigia, sendo que seu primeiro uso se deu na idade média quando os oficiais da igreja usavam a palavra "MARK" para designar a divisa de uma área do território alemão.

       Originalmente a palavra "MARK" significava "terra desolada". Mais tarde foi acrescentado ao significado da palavra o sentido de "linha divisória", "beira que faz divisa de uma terra" e também "limites de um terreno". Esta palavra encontrou sua expressão e conceito legal a partir da época medieval, pois nesta época é que a palavra conotou uma função mais abrangente.

       Sua função originou-se na era medieval quando várias aldeias situadas dentro de uma das muitas grandes florestas formavam o que se pode chamar de sociedade cooperativa, o que seria, na concepção medieval, um feudo. Dentro destes territórios, ou sociedades cooperativas, os fazendeiros assim viviam juntos, em grupos ou secções, até no meio do século 19, época em que se começou a fazer as divisões territoriais legais. Estes fazendeiros administravam coisas como a suinocultura, desmatamento e serrarias. Tudo era regido por um sistema de honra e conciência justa. Há um fato curioso, citado na Antigüidade, que descreve um ajuntamento destes grupos de pessoas com estas funções, morando num lugar só, mas declarando que não eram nômades, ou ciganos como conhecemos hoje. Parece que já naquela época havia uma vontade de se mostrar à parte de grupos nômades.

       Como eram de fato estas "funções"? Um fazendeiro vivia numa fazenda da beira ou periferia de uma vila, demarcando pessoalmente as divisas de territórios. Nos séculos 14 e 15 se tornou necessário uma distinção maior destas pessoas que moravam na divisa. Foi-lhes acrescentado então mais um nome ao vigia responsável por guardar a linha divisória: ficou sendo então o Markqartes. Como a coisa estava sendo agora oficial, foi determinado que o "markqartes" só poderia exercer a profissão tendo um ofício aprovativo da sociedade cooperativa já agora denominada de "Grenz-wart".

       Como membro da sociedade cooperativa, o Markwart (outro termo usado) e sua família viviam na divisa do território que lhe fora designado guardar. Para preservar a designação de sua posição ou função, o nome da sua profissão se tornou então o seu sobrenome. Passou a idade média, mas a idéia de um sobrenome ficou.

 

2º – Originou-se por razões toponímicas.

       Por esta suposição entende-se que o sobrenome Marquardt seria pertencente a pessoas que vieram na região de onde teria surgido o primeiro Marquardt. Sendo assim o sobrenome Marquardt poderia significar: "Aquele que veio da região de Marquardt".

 

3º – Originou-se por razões patronímicas.

       Por este modo se entende que quem usa este sobrenome pertence a uma família que leva o nome da primeira pessoa que usou o nome Mark. Poderia, então, significar uma variação germânica do nome Markwart como sendo: "Aquele que é filho de Mark". O nome Mark é, em latin, o mesmo que Marcus, de origem da época romana, e pode significar "O que pertence a Marte". Também daí veio o nome Marcos.

       Esta terceira opção é quase que certamente considerada como descartada. A razão é que, como o próprio nome Marquardt já é uma palavra alemã com significado próprio, dificilmente outra explicação seria a mais óbvia, principalmente pelos costumes germãnicos antigos para a adoção destas maneiras de usar nomes.

       O costume de usar sobrenomes por razões patronímicas era pouco comum na Alemanha medieval, ao contrário da Inglaterra, Portugal e Espanha da mesma época.

            Grande parte deste texto é uma paráfrase de "The Name Marquardt" ( do site The Marquart Page ) da versão alemã obtida por Connie Jean Harper-Marquart, na Alemanha em 1983, traduzida para o inglês por Virgil V. Marquart em 1984, traduzida para o português por Allan McLeod e parafraseada por Raul Breno Marquardt em 2000. O restante veio de diversas pesquisas.

Clique aqui para fazer o download do texto desta página.